Home Eventos Alemanha perde para a Coreia e cai pela 1ª vez na fase de grupos da Copa

Alemanha perde para a Coreia e cai pela 1ª vez na fase de grupos da Copa

12 Primeira leitura
0
0
45

A seleção alemã está fora da Copa do Mundo da Rússia. Nesta quarta-feira, os atuais campeões mundiais entraram em campo contra a modesta Coreia do Sul em Kazan, pela última rodada do Grupo F, mas não só não conseguiram vencer a retranca adversária como também sofreram dois gols já nos acréscimos para saírem de campo derrotados por 2 a 0, graças a Kim Youn-Gwon e Son, e com a eliminação na primeira fase do Mundial, algo inédito na história do futebol do país.

O Mundial de 1994 foi o primeiro disputado pela Alemanha reunificada e de lá para cá a pior campanha do país em Copas foram as eliminações nas quartas de final nos EUA e em 1998, na França. Atual campeã do mundo, a Mannschaft não conseguiu exibir o futebol consistente que todos se acostumaram a ver há quatro anos e conquistou apenas uma vitória na Rússia, contra a Suécia, por 2 a 1, com o gol da virada marcado aos 50 minutos do segundo tempo.

Com a surpreendente derrota da Alemanha, quem avançou às oitavas de final no Grupo F foram México e Suécia. O time nórdico começou a rodada em terceiro lugar, mas foi eficiente diante dos até então líderes da chave e saíram de campo com 3 a 0 a seu favor, placar que assegurou a primeira colocação à equipe azul e amarela.

O jogo – A Coreia do Sul não deu brechas para a seleção alemã no primeiro tempo. Extremamente obedientes na parte tática, os sul-coreanos dificultaram a vida dos rivais na busca por espaço e só permitiram que eles chegassem ao gol pela primeira vez na partida graças à uma falha própria. Aos 13 minutos, Kim saiu jogando errado e deu a bola de presenta para Reus. O meia do Borussia Dortmund acionou Leon Goretzka pela direita, que, por sua vez, tentou o cruzamento para Timo Werner, livre na esquerda. A defesa asiática, porém, conseguiu se recompor na jogada e travou o passe, mandando para escanteio.

Com o time todo no campo defensivo e deixando Son, estrela do time, sozinho no ataque, a Coreia do Sul chegou poucas vezes ao gol de Manuel Neuer nos 45 minutos iniciais, mas quando chegou, levou perigo. Aos 18, Jung bateu falta direto para o gol, e o goleiro alemão, ao tentar encaixar a bola, a deixou escapar. Contudo, no rebote, ele foi mais rápido que o atacante adversário e conseguiu mandar para escanteio.

Posteriormente, aos 24 minutos, foi a vez de Son quase balançar as redes. O camisa 7 aproveitou a sobra do cruzamento e, dentro da área, soltou uma bomba, mandando rente ao ângulo esquerdo de Manuel Neuer.

Somente na reta final do primeiro tempo, aos 38 minutos, a Alemanha voltou a ameaçar. Antes disso, o time até vinha pressionando os sul-coreanos e marcando presença no campo ofensivo, mas sem reverter a superioridade em lances de perigo. A situação mudou de figura quando Ozil acionou Timo Werner na direita. Ao tentar bater, o atacante do Red Bull Leipzig foi travado, porém, logo na sequência, após escanteio, tocou para Hummels dentro da área. O zagueiro driblou o defensor rival e na hora que ia bater para o gol viu o goleirão sul-coreano sair de baixo das traves para ficar com a bola.

Segundo tempo

Já na etapa complementar a Alemanha não demorou para mostrar eficiência. Logo aos dois minutos, Kimmich cruzou na medida para Goretzka, livre no meio da área. O meia subiu sozinho e cabeceou firme, no canto direito do goleiro sul-coreano, que voou para fazer uma defesa espetacular e evitar o gol dos atuais campeões mundiais. Depois, aos cinco, foi a vez de os alemães chegarem pela esquerda com Ozil, que acionou Timo Werner dentro da área e viu o atacante pegar de primeira, tirando tinta da trave direita de Jo Hyeon-woo.

Precisando reagir o quanto antes para não depender de outros resultados para se classificar, o técnico Joachim Löw decidiu mexer na equipe já aos 13 minutos do segundo tempo, quando o experiente Mario Gomez entrou no lugar de Sami Khedira. Pouco depois, foi a vez de Thomas Müller substituir Leon Goretzka. A formação mais ofensiva por pouco não surtiu efeito após cobrança de escanteio aos 19 minutos. Werner ficou com a bola no segundo pau após cela atravessar toda a área e bateu no cantinho, mas mandou para fora.

Com a Alemanha praticamente inteira no campo ofensivo, a Coreia do Sul sabiamente apostou na velocidade de seus jogadores para surpreender os adversários no contra-ataque. Aos 20 minutos, Moon recebeu livre na entrada da área, porém, ao invés de bater, tentou mais um corte para clarear ainda mais a jogada e acabou desarmado. Já aos 32 minutos foia  vez de Son mandar rente à trave direita de Neuer, levando a torcida asiática à loucura em Kazan.

A Alemanha, cada vez mais desesperada pelo gol, continuou martelando os sul-coreanos, mas não encontrava espaços para finalizar com mais precisão. Coube aos jogadores arriscarem de fora da área. Marco Reus, aos 38 minutos, mandou muito próximo ao ângulo direito do goleiro rival, mas não estufou as redes. Já aos 41 minutos, foi a vez de Hummels cabecear no meio da área, porém, não pegou em cheio na bola e levou as mãos à cabeça ao vê-la sair pela linha de fundo.

Para piorar, já nos acréscimos, a Coreia do Sul conseguiu abrir o placar com Gwon, que aproveitou a sobra da cobrança de escanteio para balançar as redes e acabar com qualquer esperança que a Alemanha tinha de evitar sua campanha vexatória no Mundial da Rússia. Como se não bastasse, o time asiático ainda ampliou com Son, que aproveitou a ausência de Manuel Neuer no gol para receber lançamento livre e apenas empurrar para o fundo das redes.

FICHA TÉCNICA
COREIA DO SUL 2 X 0 ALEMANHA

Local: Arena Kazan, em Kazan (RUS)
Data: 27 de junho de 2018, quarta-feira
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Mark Geiger (EUA)
Assistentes: Joe Fletcher (CAN) e Frank Anderson (EUA)

Gols: Kim Young-Gwon, aos 47 minutos do 2ºT, e Son, aos 50 minutos do 2ºT (Coreia do Sul)
Cartões amarelos: Jung, Lee, Moon e Son (Coreia do Sul)

COREIA DO SUL: Jo; Lee, Yun, Kim e Hong; J S Lee, Jung, Jang e Moon (Ju Se-Jong); Koo (Hwang) e Son
Técnico: Taeyong Shin

ALEMANHA: Neuer; Kimmich, Hummels, Süle e Hector (Brandt); Khedira (Mario Gomez) e Kroos; Goretzka (Müller), Özil e Reus; Werner
Técnico: Joachim Löw

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Eventos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Campanha de Haddad declara que gastou 15 vezes mais do que Bolsonaro informou ao TSE

O candidato do PT a presidente, Fernando Haddad, declarou à Justiça Eleitoral despesas de …