Home Ceará Boatos de toque de recolher são crimes e SSPDS atribui à reação dos criminosos à ação da Polícia

Boatos de toque de recolher são crimes e SSPDS atribui à reação dos criminosos à ação da Polícia

9 Primeira leitura
0
0
986

Em resposta às supostas ameaças contra o comércio da Capital e Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a disseminação de boatos e ameaças é considerada prática criminosa. Para a pasta, as mensagens disseminadas principalmente por meio de redes sociais que espalharam medo na Capital e em cidades do Interior são as reações encontradas por criminosos às ações das forças de segurança do Estado e do Governo Federal.

O POVO Online listou o que se sabe até agora sobre as supostas ameaças.

Toque de recolher foi determinado pelo governo?

Não. Não há qualquer determinação oficial  para que as pessoas deixem de sair de casa ou estabelecimentos deixem de funcionar. Há policiamento nas ruas para tentar garantir a normalidade.

Toque de recolher foi determinado por criminosos? 

Não existe comprovação de autoria do comunicado. Se foi ameaça realmente feita por grupos criminosos ou apenas trote. Mesmo na dúvida, houve comerciante que disse ao O POVO Online que obedeceu à ordem “em abstrato”.

Por onde as supostas ameaças foram divulgadas? 

As mensagens foram divulgadas em redes sociais e por meio de panfletos espalhados tanto na Capital como em cidades do Interior.

O comércio deixou de funcionar?

No Centro, o comércio estava aberto nesta tarde. Na avenida Washington Soares, agências bancárias e concessionárias também funcionavam normalmente. Porém, diante das mensagens, houve empresários fecharam comércios na tarde desta segunda-feira, 7, em bairros na região da Lagoa Redonda, da Sapiranga, da Paupina e da Sabiaguaba. Na avenida Edilson Brasil Soares, por exemplo, a reportagem constatou lojas fechadas por volta de 11 horas. Em Caucaia, as informações afetaram o funcionamento de lojas no Parque Soledade. Em Aquiraz, negócios no Porto das Dunas também suspenderam atividades. Em vídeo enviado à reportagem, é possível notar parte do comércio de Pacajus com as portas fechadas por volta de 14 horas. Cenário parecido foi relatado por moradores de Chorozinho.

Comércio fechado em Pacajus

 

Comércio fechado em Fortaleza

Alguém já foi preso?

Dois homens foram presos e um adolescente apreendido no Parque Soledade, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. A Polícia aponta o trio como responsável por obrigar moradores e comerciantes a fecharem as portas. A ação aconteceu na manhã desta segunda-feira, 7. Conforme O POVO Online apurou, além do Parque Soledade, o grupo tentava ameaçar comerciantes e moradores do São Gerardo também para que as pessoas fossem embora.

É a primeira mensagem do tipo divulgada em meio à onda de violência?

Não. Na semana passada, suposta orientação do secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, indicava à população não sair de casa porque haveria confronto entre agentes da Polícia e criminosos. Contudo, a informação era falsa e foi desmentida pelo Governo do Estado.

O que diz a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) sobre as supostas ameaças?

Em nota divulgada no fim da tarde desta segunda-feira, a Pasta ressaltou que a disseminação de boatos e ameaças ao comércio da Capital e Região Metropolitana de Fortaleza é considerada uma prática criminosa. “Essa ação criminosa é uma reação à enérgica resposta dada à criminalidade pelas forças de segurança do Ceará e tropas federais nas ruas e unidades prisionais para estabilização da lei e da ordem”, afirma a SSPDS.

Como é possível denunciar?

As denúncias podem ser repassadas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria, assim como o Whatsapp da Polícia Civil pelo (85) 9 8969 0182. O sigilo é garantido. Já ocorrências em andamento devem ser encaminhadas ao 190.

O transporte público foi afetado?

Relatos de lentidão no sistema de transporte público da Capital ocorrem desde as primeiras horas da manhã, independentemente das mensagens divulgadas com ameaças à população. Nesta segunda-feira, mais de 1.300 ônibus – dos 1.810 urbanos e 350 metropolitanos – estão circulando nas ruas, conforme o Sindiônibus. Além da lotação e da espera maior que a normal, passageiros relataram ao O POVO Online que muitos dos ônibus em circulação são antigos, da cor azul e sem ar-condicionado. Por meio de nota, o Sindiônibus diz que a operação está “diferente de dias normais e controlada a cada momento”.

Como está o esquema de segurança da Capital nesta segunda-feira?

Nos coletivos, o Sindiônibus anunciou que há policiais e agentes à paisana embarcados, além de escolta. Já nas ruas, além das forças da Segurança Pública do Estado, há ainda a atuação de agentes da Força Nacional da Segurança (FNS). Parte dos cem policiais da Bahia e do Piauí, enviados pelos respectivos governadores, também atuam no policiamento da Capital cearense.

 

Redação O Povo Online

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Ceará

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Barragens do Vale do Capim Pubo em Icó começam a sangrar

Com as recentes chuvas que banharam o município de Icó, inclusive com a da noite de sexta …