Home Ceará Boletim revela 49 mortes por H1N1 no Ceará

Boletim revela 49 mortes por H1N1 no Ceará

3 Primeira leitura
0
0
52
A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) divulgou nesta sexta-feira, 8, mais um boletim de dados com as notificações de síndromes respiratórias agudas graves (SRAG). A pesquisa revelou um aumento no número de casos notificados de influenza no Ceará. Até o fechamento do levantamento foram notificados 1.105 casos desde o início do ano. Destes, 49 mortes por H1N1 foram registradas no Estado, três a mais do que na semana anterior. Cinco óbitos ainda são investigados pela Sesa.
Outras 14 mortes foram causadas pelos demais subtipos da influenza, sendo três por H3N2, dois por influenza A não subtipado e nove por influenza B.
Quadro revela o índice de letalidade da doença (Foto: Reprodução / Sesa)
Dos mortos, apenas três tinham tomado a vacina. Dos 405 casos notificados, 70% deles (285) são de H1N1. A região do Estado com maior número de casos é na Capital e Região Metropolitana. Fortaleza já teve confirmados 254 com 29 mortes; Caucaia teve 17 casos e duas mortes; e Maranguape confirmou 15 casos e uma morte.
O ano de 2018 vêm batendo recordes de notificações de casos. No boletim divulgado na semana passada, o número de mortos por influenza chegou a 59, o que igualou o número de toda a série histórica. Com as quatro mortes desta semana (três por H1N1), o Ceará ultrapassa a média histórica e este ano se torna mais letal do que todos os outros anos da série histórica  (2009-2017) somados.
Vacinação
Segundo o levantamento feito pela Sesa, a meta de vacinação do público prioritário foi batida. Até a manhã desta sexta-feira, 8, 90,26% das pessoas do grupo foram vacinadas.
A meta foi alcançada na última quarta-feira, 6, às 14 horas. O Ceará foi o terceiro estado do País a bater a meta de vacinação e o primeiro do Nordeste. Além do Estado, Goiás e Roraima já haviam passado dos 90% previstos.

REDAÇÃO O POVO ONLINE/SAMUEL PIMENTEL

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Ceará

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Promoções e novidades em calçados é na REALCE CALÇADOS ICÓ

Na Realce Calçados você vai encontrar sapatos, sandálias, botas, rasteiras, tênis e sapatê…