Home Ceará Decon divulga pesquisa de preços para a Black Friday 2018

Decon divulga pesquisa de preços para a Black Friday 2018

9 Primeira leitura
0
0
25

Com o objetivo de orientar os consumidores que desejarem aproveitar as ofertas da Black Friday 2018, o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) realizou uma pesquisa antecipada de preços de variados produtos em lojas virtuais, entre os dias 29 de outubro a 5 de novembro. Com isso, espera-se que os cidadãos utilizem os valores como referência para analisar se realmente há descontos nos anúncios publicitários durante a data comercial, que este ano será no dia 23 de novembro. É possível acessar a pesquisa completa aqui.

Além da pesquisa on-line, o órgão consumerista do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), está averiguando, durante a primeira quinzena de novembro, preços em lojas físicas em Fortaleza, Juazeiro do Norte, Crato, Sobral e Maracanaú para evitar que o consumidor seja lesado por promoções fraudulentas. A fiscalizarão acontecerá, também, durante a Black Friday (23/11).

Os principais tópicos fiscalizados são: precificação adequada dos produtos expostos à venda a garantia do direito à informação, política de troca e rotulagem dos produtos, sendo este último com relação ao fabricante, à data de fabricação/validade, ao modo de conservação, advertências e venda casada.

Pesquisa em lojas virtuais

Na pesquisa em questão, foram consultados preços dos produtos mais desejados durante este período promocional e nos principais sites nacionais de comércio eletrônico. A secretária-executiva do Decon, promotora de Justiça Ann Celly Sampaio, ressalta que “o levantamento não tem caráter definitivo, devendo servir apenas como referência caso os consumidores possuam interesse na aquisição de um ou mais itens consultados”.

Em cada site, foram consultados os preços de dois modelos diferentes nas seguintes categorias: ar-condicionado, cafeteira, caixa de som portátil, fogão, geladeira, impressora multifuncional, lavadora de roupas, micro-ondas, Smart TV e smartphone. A eleição dos modelos observou a classificação dos itens conforme os dados de intenção de compra.

Os produtos que apresentaram maior variação de preços significativa foram: cafeteiras, micro-ondas e impressoras multifuncionais. Já os com menor variação: fogões, aparelho de ar condicionado e caixas de som portáteis. A pesquisa constatou que o “Smartphone Samsung Galaxy J5 32Gb” foi o que apresentou menor uniformidade de preço entre os fornecedores consultados; e a “Caixa de som sem fio Sony SRS-XB10 Preto” apresentou uma variação de preços quase nula, ou seja, há uma tendência à uniformidade do preço praticado para o produto. Também foi possível observar que, dentre os sites visitados, há uma concentração dos menores preços em um dos sites e uma certa tendência de repetição de preços entre alguns fornecedores.

As dúvidas e denúncias podem ser esclarecidas ou registradas anonimamente no Decon, que localiza-se à Rua Barão de Aratanha, 100, Centro de Fortaleza, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, pelo telefone (85) 3452.4505 ou no site www.mpce.mp.br/decon. No interior do Estado, o Programa possui unidades em Juazeiro do Norte, Sobral, Maracanaú, Crato, dentre outras. Saiba onde encontrar unidades do Decon aquihttp://www.mpce.mp.br/decon/atendimento/atendimento-no-interior/

Dicas do Decon

Confira abaixo algumas dicas do Decon para evitar ser enganado por falsas promoções durante a Black Friday 2018:

– Verifique os preços cobrados antes do dia marcado para o Black Friday, por meio dos sites das empresas ou lojas físicas que participarão do evento. Desta forma, evita-se o risco de cair em promoções fraudulentas;

– Printar ou tirar foto dos preços dos produtos desejados semana por semana até o dia das ofertas é indicado;

– Atentar para as políticas de troca e devolução, que podem ser alteradas pelas lojas;

– Analisar atentamente as letras de rodapé e eventuais condições diferentes de entrega que a loja possa aplicar nesse período;

– Examinar a mercadoria e só assinar o documento de comprovação de recebimento após confirmação das condições do produto (qualquer irregularidade deve ser justificada e a empresa responsável deve resolver o problema);

– Pesquisar nos órgãos de defesa do consumidor, na plataforma consumidor.gov.br e no Gloogle, eventuais referências sobre o site.

Em compras realizadas pela internet:

– Antes da compra, verifique a confiabilidade da loja, veja se o site contém a razão social, CNPJ, endereço e canais de contato da fornecedora, pois, caso ocorra algum problema, localizar a empresa será fundamental para a solução;

– Salve os e-mails trocados com o fornecedor, que são comprovantes para o caso de trocas ou do não recebimento do produto;

– Prefira fornecedores já conceituados no mercado;

– No caso de produtos importados adquiridos no Brasil, eles seguem as mesmas regras dos nacionais desde que sejam de estabelecimentos legalizados;

– Procure não realizar compras online em lan houses, cyber cafés ou computadores públicos, pois estes podem não estar adequadamente protegidos.

 

MPCE

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Ceará

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Campanha de Haddad declara que gastou 15 vezes mais do que Bolsonaro informou ao TSE

O candidato do PT a presidente, Fernando Haddad, declarou à Justiça Eleitoral despesas de …