Home Destaque Grupo de voluntários se reúnem e alimentam moradores de rua da cidade de Icó

Grupo de voluntários se reúnem e alimentam moradores de rua da cidade de Icó

6 Primeira leitura
0
0
444

A proposta partiu da iniciativa cidadã e da formação de um grupo que se sensibiliza com as pessoas que vivem em situação de rua e uniram esforços para constituírem uma organização da sociedade civil que acredita nas potencialidades destes sujeitos.

O cidadão Lucimeudo teve a iniciativa de doar alimentação para três moradores de rua que encontrou perto do Mercado Publico e esta ação, corroborada por outra que ele fora protagonista – o resgate de um andarilho que ele alimentou, encaminhou para um manicômio e conseguiu resgatá-lo e devolvê-lo à família que já não o via a quinze (15) anos, no interior do Estado da Bahia – fez com que nascesse a ideia de criar um grupo de voluntários que quisesse se responsabilizar, um dia no mês, em alimentar os moradores de rua da cidade de Icó.

A ideia encontrou adeptos e em pouco tempo 22 dias do mês já tinham voluntários para assegurar a ceia daqueles dias, faltando apenas 08 dias para que as refeições fossem servidas durante todo o mês. Numa articulação entre este grupo da sociedade civil e a secretaria municipal de Assistência Social, esta lacuna foi preenchida e o projeto Alimentação de Moradores de Rua tornou-se uma ação diária na vida desta população.

 Uma visão da Assistência Social

O abraçar ao projeto, pela Assistência Social, deu-lhe um viés mais profissional. A alimentação, além da importância nutricional e reconfortante, traz a oportunidade de aproximação a estes moradores de rua, possibilitando o conhecimento da história de cada um, suas potencialidade, seus pontos frágeis, sua condição cidadã no tocante a documentação, analfabetismo e um possível encaminhamento para entidades como CAPS, AA – a grande maioria tem vicio de alcoolismo e outros tóxicos –, assim como procurar conhecer e favorecer um possível vínculos com familiares.

Perfis dos moradores de rua

De acordo com a Pesquisa Nacional sobre a População em Situação de Rua, realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social, podemos traçar o perfil das pessoas em situação de rua, como na lista abaixo:

·          Gênero: do total dessa população, 82% é masculina e 18% feminina.

·          Faixa etária masculina: com idade dos 18 aos 25 anos, são 15,3%. E 27,1% com idade dos 26 aos 35 anos.

·          Faixa etária feminina: com idade entre 18 e 25 anos, são 21,17%. E 31,06% têm entre 26 e 35 anos.

·          Cor da pele: de todas as pessoas que vivem nas ruas, 39,1% se autodeclararam pardos na pesquisa; 29,5% se declararam brancos e 27,9% se declararam negros.

 Considerações

As políticas públicas, essencialmente,  a de Assistência Social, devem considerar a realidade dos sujeitos em situação de rua – não sendo as modalidades de acolhimentos (casa de passagens, abrigos ou repúblicas) as primeiras, as únicas e as melhores formas de atendimento a este público, primeiro por não desejarem saírem desses espaços por falta de opções, oportunidades, motivações e significados de vida, e segundo por desejar, mas, porém nesse momento não ter a condição necessária sendo o alto comprometimento com o álcool o que inviabiliza o acesso destes nessas unidades pelas regras de convivência. O que o projeto recomenda é que sejam implementadas políticas de saúde mental, primeiramente, como o consultório na rua as unidades de acolhimentos, CAPS AD para além de espaços que sejam apenas depósitos, assim como utilizar da política de redução de danos também é recomendado.

 

Colaborou Angelim de Icó/ Portal Icó News

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

PRISÃO POR DISPARO DE ARMA DE FOGO DENTRO DE RESIDÊNCIA EM ICÓ

Por volta das 10h30min de ontem (16), a policia militar através do 190 recebeu uma denúnci…