Home Ceará Preço dos combustíveis deve aumentar R$ 0,12 no Ceará, diz Sindipostos

Preço dos combustíveis deve aumentar R$ 0,12 no Ceará, diz Sindipostos

4 Primeira leitura
0
0
10
O valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o preço dos combustíveis vai aumentar no Ceará a partir desta quinta-feira, 1º. O acréscimo ocorre após o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) reajustar o preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF) para gasolina e óleo diesel.  Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos-CE) projeta aumento em torno de R$ 0,12 nas bombas.
Por meio de nota, a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) informa que realizará uma “atualização” do preço de referência exigida pelo conselho do Confaz.
Na prática, o valor base para cobrança percentual do imposto estadual salta dos atuais R$ 4,17 para R$ 4,60 para gasolina, e de R$ 3,25 para R$ 3,58 para o óleo diesel. A tendência é que o reajuste aumente os preços nas bombas de combustíveis, já que o valor é cobrado diretamente nas refinarias e repassado por toda a cadeia produtiva até o consumidor final.
O assessor para assuntos econômicos do Sindipostos-CE, Antônio José Costa, afirma que o aumento deve alcançar em torno de R$ 0,12 na bomba. “Esse valor de R$ 4,60 (no caso da gasolina), o Estado cobra 29% em imposto em cada litro de gasolina. Cada posto terá seu preço livre, o que existe é o cálculo de um valor médio por parte do Estado para a cobrança do ICMS”.
“O preço pode chegar no posto mais caro ou mais barato porque o mercado é livre. Cada posto vai rever os seus custos e avaliar se aumenta o preço”, complementa.
Ao O POVO Online, o titular da Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz), João Marcos Maia, afirmou que o ajuste não representa aumento no valor dos combustíveis. “O Ceará (com preço-base) abaixo da média Nordeste, se considerássemos o preço do mercado o valor seria maior. O ajuste não é para interferir no preço da bomba porque as empresas já imbutem o imposto no valor do combustível”, conta.
Atualizações periódicas são realizadas durante o ano por grupo de trabalho que analisa o valor de preços praticados pelo mercado em cada estado para assim decidir o valor-base, explica o secretário. O último reajuste no ICMS aconteceu em abril e desde a greve dos caminhoneiros, em maio, não aconteceram reajustes.

Redação O Povo Online/ SAMUEL PIMENTEL

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Ceará

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Campanha de Haddad declara que gastou 15 vezes mais do que Bolsonaro informou ao TSE

O candidato do PT a presidente, Fernando Haddad, declarou à Justiça Eleitoral despesas de …