Home Ceará R$ 817 milhões por mês para eliminar pobreza no Ceará

R$ 817 milhões por mês para eliminar pobreza no Ceará

5 Primeira leitura
0
0
18

O Ceará tem 44,7% (4.030.152) da sua população na pobreza, vivendo com menos de U$ 5,50 por dia ou R$ 406 por mês. É o que revela a Síntese de Indicadores Sociais (SIS), divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com dados referentes a 2017. Para superar esse cenário, o Estado necessitaria distribuir R$ 817 milhões mensais. O valor é calculado a partir do “hiato de pobreza”, medida que identifica quanto falta, na média, para que cada indivíduo alcance a verba mínima estipulada pelo Banco Mundial.

Conforme o documento, em 2016 havia 45,1% da população em condição de pobreza. A redução, contudo, não foi observada no recorte da população vivendo na extrema pobreza – com menos de US$ 1,90 por dia (R$ 140/mês). De acordo com o SIS, em 2016, havia 1.244.884 pessoas nessa faixa no Estado. Em 2017, esse contingente cresceu para 1.253.224. Para eliminar a extrema pobreza, seriam necessários R$ 85 milhões mensais, aponta o levantamento.

 

De acordo com Pedro Rocha, analista da pesquisa do IBGE, esse dinheiro pode se apresentar de várias iniciativas. “Poderia vir de diversas formas, como transferência de renda pelo governo, através de programas sociais, como o Bolsa Família. Melhoria do mercado de trabalho, geração de emprego”, explica.

 

O analista do IBGE ainda ressalta que os valores são uma aproximação do custo de combate à pobreza monetária, uma vez que não considera custos operacionais e eventuais efeitos inflacionários desse investimento.

 

O SIS tem como principal fonte de dados para a construção dos indicadores a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) de 2012 a 2017.

 

Segundo o estudo, houve aumento de dois milhões de pessoas vivendo na pobreza no País. Em 2016, eram 52,8 milhões (25,7%). O quantitativo aumentou para 54,8 milhões (26,5%) em 2017. Já o total de pessoas na extrema pobreza aumentou de 6,6% em 2016 para 7,4% em 2017, ao passar de 13,5 milhões para 15,2 milhões. Nestes casos, seriam necessários investimentos mensais de cerca de R$ 10,2 bilhões e R$ 1,2 bilhão para erradicar, respectivamente, a pobreza e a pobreza extrema.

 

Pedro frisa que todas as faixas de rendimento para classificar a pobreza tiveram ajuste. Apesar de o estudo não detalhar as causas para o aumento da população abaixo da linha de pobreza, ele aponta algumas possibilidades. “O Brasil está passando por uma crise. O rendimento das pessoas mais pobres caiu. A gente pode pensar em cortes de programas de governo, como o Bolsa Família”.

 

Os dados ainda apontam que a pobreza está regionalmente localizada no Brasil. No Nordeste, 25,6 milhões de pessoas, ou 44,8% dos habitantes, estão abaixo da linha de pobreza. Enquanto isso, no Sul, 12,8% da população de 29,6 milhões de habitantes está abaixo dessa linha. São 3,8 milhões de pessoas.

 

Em relação às unidades da Federação, em 2017, Maranhão (54,1%) e Alagoas (48,9%) possuíam os maiores percentuais de pessoas com rendimento domiciliar per capita inferior a US$ 5,50 por dia. Na mesma faixa, Santa Catarina e Rio Grande do Sul apresentaram os menores valores percentuais, 8,5% e 13,5%, respectivamente.

REDAÇÃO O POVO ONLINE/ ISAAC DE OLIVEIRA

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Ceará

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

PRISÃO POR DISPARO DE ARMA DE FOGO DENTRO DE RESIDÊNCIA EM ICÓ

Por volta das 10h30min de ontem (16), a policia militar através do 190 recebeu uma denúnci…