Home Destaque A saga policial e o estilo de Richard Lopes

A saga policial e o estilo de Richard Lopes

6 Primeira leitura
0
0
730

Poucos repórteres do interior tiveram o privilégio de viver intensamente como a saga policial de Richard Lopes. Homem da imprensa do Vale do Salgado, capitulou ao longo de mais de três décadas as histórias mais chocantes das ocorrências policiais. Dá a notícia com naturalidade e ainda usa trocadilhos de palavras, algo único no seu inconfundível estilo. Richard pelo rádio, com sua voz fanha e arrastada, ou noticioso escrito, com seu também estilo único, transforma o que parece ser dois, em apenas um repórter. Homem do rádio e da imprensa escrita, assim construiu sua carreira.

Richard Lopes, Repórter Policial

Ao longo de três décadas, Richard Lopes foi o correspondente do noticioso no Centro-Sul e Vale do Salgado. Era sempre a exclusiva dos fatos e ocorrências, porque saia dele a notícia com a tirada de peça de humor, traço também único do perfil do homem de corpanzil franzino, bigode ralo e aparência simples. Ficou conhecido como o repórter destemido, dava a notícia, ‘doesse em quem doesse’, porque para ele era o fato que precisa ter registro, sem importar consequências para qualquer lado. Como correspondente de jornal impresso foi capa inúmeras vezes em jornal de grande circulação no Estado, carimbou furos históricos e escreveu com letras garrafais sua própria história. A imprensa icoense jamais seria a mesma sem ele.

Início

 

No apagar das luzes de 2018, Richard publicou numa página do Facebook seu registro mais autêntico e sincero. E assim escreveu originalmente o cronista: “Em meados de 1988 para 1989, dando meus primeiros passos como repórter policial ladeado da viatura ‘camburão’, que proporcionava tranquilidade à população e inquietava os delinquentes. Durante quase 30 anos na área policial, muitas coisas aconteceram, mudaram. Agradeço até os dias de hoje imensamente ao Dr. Arruda Sobrinho, ainda hoje diretor da Rádio Vale do Salgado, de Lavras da Mangueira, por aquela oportunidade que debrucei de corpo e alma no rádio. Saudades das dezenas de delegados que conheci e tive o privilégio de trabalhar. Uns já se foram, outros estão aposentados e muitos ainda na ativa, como inspetores e escrivães. Não esquecendo também os policiais militares, dos soldados aos graduados. Já se vão quase 30 anos e com o tempo a saudade bate forte daqueles tempos de glória, onde meu computador na redação era uma máquina datilográfica e meu gravador era regado a fitas K-7”.

Originalidade

O glorioso e reconhecido repórter policial expressa saudosismo dos áureos tempos em que a notícia policial era o fato mais aguardado da crônica, bandido respeitava autoridade e cadeia era o fundo do poço para a delinquência criminosa. No expediente, e aos olhos clínicos do irreverente cronista policial, hoje os tempos são outros, o crime organizado tende dar as cartas e as forças da Lei nem sempre conseguem reverter resultados a favor da ordem e do respeito.

Como um bom vigilante da notícia, sendo ela policial ou não, com três décadas de total dedicação, cabelos brancos e muitas histórias para contar, Richard Lopes é o tom, quando a narrativa é transformar o fato em notícia. Tem um jeito exclusivo de narrar os acontecimentos, sabe se isentar das armadilhas do calabouço midiático e quase sempre está na vanguarda do bom e original repórter. É como ele mesmo afirma, “Se existir outro, não sou eu, é genérico”.

 

Por J. Guedes , Jornal A Praça

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Homem é alvejado a bala em tentativa de assalto em Icó

Na tarde de ontem (25), por volta das 16h30, um homem foi alvejado a bala em uma tentativa…