Home Destaque Distrito de Lima Campos em Icó comemora 87 anos da criação do açude, veja curiosidades

Distrito de Lima Campos em Icó comemora 87 anos da criação do açude, veja curiosidades

9 Primeira leitura
0
0
336

Lima Campos, distrito do município de Icó, comemora hoje (13), 87 anos de inauguração do açude que lhe deu o nome do distrito.

O atual distrito de Lima Campos, antigamente conhecido por Estreito 1, até o ano de 1932 era apenas uma fazenda de criação de gado zebu e outros animais pertencentes ao paraibano Ananias Evangelista.

Havia na época, além da casa Grande da fazenda, cerca de aproximadamente dez casas de taipa, onde hoje é a Avenida Coronel Ilídio Sampaio, essas casas pertenciam aos agricultores que trabalhavam na fazenda.

Existiam também uma estrada que ligava a fazenda Estreito a Icó, e o meio de transporte para se chegar lá eram os animais, tudo que era necessário só se conseguia em Icó, e, quem não tinha animais de viagem tinha que ir caminhando.

Portanto, podemos dizer que a seca ocorrida na década de 1930 trouxe um grande beneficio para a fazenda: a construção de estradas e do açude Estreito. Com isso, possibilitaram o desenvolvimento da região e a transformação da localidade em Distrito no ano de 1933.

Curiosidade

O Distrito de Lima Campos foi criado pelo decreto de lei de Nº 1.156 de 04 de dezembro de 1933, mais a população local comemora a data de criação um ano antes, 1932, após a criação do Açude de Lima Campos. Comemorando também no dia 04 de dezembro o seu aniversario.

Curiosidade II

Lima Campos, já distrito oficializado pelo decreto de lei Nº 1156 de 04 de dezembro de 1933, um dia já foi município, através da lei Nº 6.667 de 14/10/1963, vindo a ser extinto dois anos depois, pelo decreto de lei Nº 8.339 de 14/12/1965.

Curiosidade III

No Brasil, precisamente no estado do Maranhão existe outro Lima Campos.

Com informações do historiador icoense Prfº Altino Afonso

Curiosidade IV

Segundo o saudoso memorialista Miguel Porfírio de Lima, em seu livro Icó em Fatos e Memórias Vol. I, em 1912 foi feito um estudo e orçamento para construção do então Açude de Estreito, hoje chamado Lima Campos, que na época seria um grande reservatório da região com capacidade para acumular mais de 66 milhões de metros cúbicos de água e o Riacho do Sangue no município de Cachoeira, hoje Solonópoles, com capacidade para 61 milhões de metros cúbicos.

Referidos açudes tiveram, como dizíamos, os estudos e orçamentos aprovados em 1912 e a espera pela liberação dos recursos alcançou 1915, ano de uma das grandes secas do Ceará, quando os rebanhos foram praticamente liquidados, conforme narrado no livro “O Quinze” da escritora Rachel de Queiroz e nada até ali foi feito. Quatro anos depois, outra terrível seca em 1919 e o dinheiro para aquelas construções não saiu do papel. Em 1932, ano da maior seca do século, concentravam-se milhares de pessoas em Poço dos Paus, hoje Cariús, para dar início aquela construção, mas por ser a mesma de porte bem maior que a do Açude Estreito e pequenos os recursos disponíveis foi o pessoal removido para este em número aproximado de 3.000 pessoas que avolumou-se depois para 7.500 pessoas, sendo iniciada a construção no mês de abril de 1932.

Na época, o Engenheiro Luiz Augusto Vieira Silva de reconhecida capacidade realizadora e chefe do primeiro distrito do I.F.O.C.S (Inspetoria Federal de Obras Contra as Secas) com sede em Fortaleza, conseguiu autorização do Inspetor de Secas Engenheiro Artur Fragoso de Lima Campos em concordância com José Américo de Almeida, então ministro da Viação e Obras Públicas, para dar início à construção daquele reservatório. Menos de um mês depois, morre em um desastre aéreo o engenheiro Artur Fragoso de Lima Campos em Salvador, quando em companhia de José Américo faziam uma inspeção em obras que eram executadas no nordeste. José Américo teve melhor sorte e apenas fraturou a perna, mas o acidente deixou sequelas para o resto da vida, pois ele andava puxando de uma das pernas que havia sido fraturada.

Em homenagem póstuma ao inspetor de secas morto no cumprimento de suas obrigações, foi permutado o nome Estreito para Lima Campos.

Com informações: Canal Icó em Fatos & Memórias

Hoje a barragem do açude de Lima Campos passa por uma situação precária, rachaduras em várias partes da barragem, fendas e crateras enormes, que revolta a população local, que partiram em buscas de melhorias temendo o pior. Até o momento nada de concreto em sua estrutura física foi feito para reparar os danos na barragem. Além do baixo acumulo de água em seu reservatório.

Nós que fazemos o site de notícia Portal Icó News, parabenizamos a todos que fazem o desenvolvimento daquele Distrito, principalmente sua população, que luta incansavelmente por um distrito melhor.

A edição especial de hoje do Portal Icó News teve a colaboração do Profº Altino Afonso e do Canal Icó em Fatos & Memórias, no qual agradecemos a enorme contribuição com as ricas informações cedidas.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Operação nacional prende 16 foragidos da Justiça e apreende dois adolescentes no Ceará

A Polícia Civil do Ceará prendeu 16 pessoas e apreendeu dois adolescentes na manhã desta q…