Home Notícias Morre monsenhor Ágio, da diocese do Crato, aos 101 anos

Morre monsenhor Ágio, da diocese do Crato, aos 101 anos

3 Primeira leitura
0
0
16

Morreu em casa, na madrugada desta quarta-feira, 12, o monsenhor Ágio Augusto Moreira, o mais antigo clérigo da Diocese do Crato, aos 101 anos. Padre Ágio fez história ao fundar a Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel), dentre outros projetos envolvendo a música. No último dia 18 de dezembro, padre Ágio havia completado 75 anos de vida sacerdotal. A causa da morte não foi divulgada.

O velório será na Vila da Música (av. José Horácio Pequeno, nº 1366 – Novo Lameiro, Crato) e o sepultamento nesta quinta, 13, às 16 horas, na Capela Nossa Senhora das Graças, bairro Belmonte.

Sacerdote simples e piedoso, exímio escritor e músico, foi professor de canto gregoriano, italiano, grego e francês no Seminário São José, em Crato. Também foi vigário cooperador nas cidades de Jardim, Icó, Farias Brito e Iguatu. O título de “monsenhor” veio em 2003, por indicação do então bispo diocesano, Dom Fernando Panico. Aos 100 anos, lançou o livro “Padre Cícero Romão Batista: O maior líder espiritual do Nordeste Brasileiro”.

Clique na imagem para abrir a galeria

A música foi seu instrumento de evangelização. Natural de Assaré, inspirou-se ouvindo o canto dos apanhadores de algodão. Ele foi precursor da Escola de Educação Artística Heitor Villa Lobos e da Orquestra Sinfônica Padre Davi Moreira, ambas voltadas à formação em música.

“Através da música e da arte, ele se tornou canção muito bonita para as pessoas, marcando suas vidas com notas de alegria, de entusiasmo, de elevação da alma e do desenvolvimento da dignidade dos seus irmãos.  Essa vida toda doada, para nós é um grande sinal de renovação e de incentivo”, testemunhou o padre Paulo Costa, na celebração de 75 anos de ordenação de padre Ágio.

Em 2014, o monsenhor foi entrevistado para a segunda edição da revista O POVO Cariri.

O POVO

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

IFCE de Iguatu lança edital complementar de seleção para cursos técnicos

Até o próximo dia 22, pessoas que já concluíram o ensino médio terão uma nova oportunidade…